Todo o charme discreto da prestigiada manufatura de Le Sentier personalizado num relógio elegante e diferente. O Master Ultra Thin Moon Enamel da Jaeger-LeCoultre é um modelo limitado a 100 exemplares e distingue-se pelos sulcos radiais e pela cor azul do mostrador esmaltado.

Por Miguel Seabra

Uma das novidades agendadas pela Jaeger-LeCoultre para 2019 e que se concretizou foi o lançamento de uma edição especial de elegantes modelos em ouro branco, dotados de mostradores esmaltados a azul e decorados em guilloché com sulcos radiais. Cada membro da família assume-se como o paradigma do charme discreto da secular manufatura de Le Sentier e é exemplificativo da sua classe, tanto no plano estético, como na vertente técnica. Mas o Master Ultra Thin Moon Enamel faz figura de mais ‘acessível’ perante a maior complexidade dos seus confrades: além da indicação essencial das horas, dos minutos e dos segundos, este tem ‘apenas’ a data analógica e a indicação das fases da Lua num submostrador às 6 h.

A diferença relativamente aos modelos regulares com as mesmas caraterísticas prende-se com a estética adotada, que exemplifica bem a combinação de competências da Jaeger-LeCoultre. A base plana inicial do mostrador é sulcada várias vezes através de uma secular máquina de guilloché manobrada por um artesão especializado, a uma pressão específica, e depois é colorida através de várias camadas de esmalte. É necessário efetuar cuidadosamente os recortes através de um raio laser e, depois, aplicar cuidadosamente os indexes para que a superfície não fique arruinada — cada mostrador leva três dias a ser feito.

Cor e textura

Já se sabe que o mostrador é o rosto de cada relógio e que é determinante para o seu visual. No caso do Master Ultra Thin Moon Enamel, uma parte significativa da sua personalidade prende-  -se com a combinação entre o trabalho decorativo e a cor do esmalte — o guilloché em padrão soleil feito a partir do centro é profundo e fornece a textura; o forte tom azulado apresenta várias nuances consoante a incidência de luz e oferece um fundo celestial que contrasta com os restantes elementos prateados.

Jaeger-LeCoultre Master Ultra Thin Moon Enamel. © Jaeger-LeCoultre

Relojoaria fina

A expressão ‘relojoaria fina’ é, simultaneamente, simbólica e literal nos exemplares da linha Master Ultra Thin da Jaeger-LeCoultre, especialmente nas execuções em metal precioso: nem todos os modelos ultraplanos apresentam uma relação ideal com o seu diâmetro. Mas o Master Ultra Thin Moon Enamel é extremamente equilibrado: com a sua circunferência de 39 mm de diâmetro para 10,04 mm de espessura. Um clássico exemplo das competências da Jaeger-LeCoultre lançado numa edição especial de visual único e mecânica melhorada.

Jaeger-LeCoultre_Master_Ultra_Thin_Moon_Enamel_02
Jaeger-LeCoultre Master Ultra Thin Moon Enamel. © Jaeger-LeCoultre

Mecânica apurada

O Calibre 925/1 previamente utilizado nos outros modelos Master Ultra Thin Moon foi atualizado, e a sua autonomia de 43 horas passou para uma reserva de marcha de 70 horas — uma melhoria significativa, mantendo apenas um tambor de corda. A sua estrutura é especialmente delgada, tendo em conta que inclui um rotor central para a carga automática e a função suplementar das fases da Lua integrada num submostrador com ponteiro datador.

Jaeger-LeCoultre_Master_Ultra_Thin_Moon_Enamel_01
Jaeger-LeCoultre Master Ultra Thin Moon Enamel. © Jaeger-LeCoultre

Mais informações e características técnicas do
Jaeger-LeCoultre Master Ultra Thin Moon Enamel no site
espiraldotempo.com